Vizinhos do Parque Vila Velha são capacitados para Ecoturismo

Moradores do Jardim Vila Velha, em Ponta Grossa, participam neste mês (5 a 20) de curso de capacitação de condutor de ecoturismo. O curso é promovido pela Associação de Moradores de Vila Velha, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Paraná Turismo e a Universidade Estadual de Ponta Grossa. O Lobi parabeniza tal ação! 

Moradores do Jardim Vila Velha, em Ponta Grossa, participam neste mês (5 a 20) de curso de capacitação de condutor de ecoturismo. O curso é promovido pela Associação de Moradores de Vila Velha, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Paraná Turismo e a Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ponta Grossa, 06/12/17. Foto: Divulgação/ IAP

A iniciativa tem o objetivo de capacitar os moradores para integrá-los às atividades do parque, que, após o curso, poderão auxiliar os guias do Núcleo de Turismo de Ponta Grossa atendendo ao público no local. Entre atividades teóricas e práticas do curso, os moradores irão aprender sobre a importância da conservação do Parque Estadual de Vila Velha, a base do turismo local, como fazer a condução de visitantes e geologia geral do Estado.



“Os moradores já atuam como voluntários do Parque de Vila Velha há anos, mas o nosso intuito é dar a oportunidade para que eles possam aprender, se capacitar, atender diretamente o turista e fazer disso uma oportunidade para complementação de renda”, explica o gerente do Parque de Vila Velha, Juarez Baskoski.

O Lobi conhece muito esse parque. Em 2017 foram quase 10 passeios nesse local e na região dos Campos Gerais, conduzindo centenas de pessoas em cicloturismo. Em fevereiro, um grupo do Mato Grosso e São Paulo conheceu o Parque de Vila Velha durante o pedal de carnaval do Lobi. (CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS CONTEÚDOS ESPECIAIS)

Parte do grupo do Lobi diante da Taça, destaque do Parque Vila Velha. Foto: Ivan Mendes

PARQUE 

O Parque Estadual de Vila Velha foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, tem mais de três mil hectares e diversas atrações, entre elas os Arenitos, Furnas e a Lagoa Dourada.

Entre a fauna presente no parque, já foram encontradas muitas espécies endêmicas e ameaçada de extinção, como o lobo-guará, bugio-ruivo, tamanduá-bandeira, jaguatirica e aves como a águia-cinzenta, papagaio-de-peito-roxo, galito, caminheiro-grande e noivinha-de-rabo-preto.
Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário