Rotas de Cicloturismo na Serra Gaúcha


A convite de empresários residentes em Nova Petrópolis - RS, realizamos nos dias 10, 11 e 12 uma visita técnica com vistas ao levantamento de caminhos potencialmente interessantes para compor novas Rotas de Cicloturismo na Serra Gaúcha.



Esta primeira ação se deu logo após apresentarmos nosso projeto a um grupo de associados da ACINP - Associação Comercial e Industrial de Nova Petrópolis, ainda na manhã do dia 9, onde fomos recebidos com muita atenção e profissionalismo.



Dando continuidade ao nosso esforço em buscar promover o desenvolvimento de rotas de cicloturismo na Serra Gaúcha recorremos o território da bela cidade de Nova Petrópolis, reconhecida pelas alcunhas de “Capital Nacional do Cooperativismo" e  "Jardim da Serra Gaúcha”, por ser a sede do sensacional Festival Internacional do Folclore e, ainda, por ser o berço das cooperativas de crédito no país, desde 1902.

Segundo o site oficial da cidade, “os imigrantes que chegaram a Nova Petrópolis desde 1858, eram na maior parte oriundos dos "Estados Alemães": Pomeranos, Saxões, Renanos e Boêmios do Império Austro-Húngaro. Além destes, alguns franceses das regiões limítrofes franco-germânicos, holandeses, belgas, poloneses, russos, até irlandeses e escoceses que haviam fugido dos Estados Unidos devido à Guerra da Sucessão”.


Hoje, o território que emerge das margens do Rio Caí para ter limites com 7 municipalidades (Vale Real, Feliz, Linha Nova, Picada Café, Santa Maria do Herval, Gramado e Caxias do Sul) guarda um amplo e diverso conteúdo cultural mesclado pela diversidade destas matrizes étnicas e que, ao longo do tempo, receberam outras influências como não poderia deixar de ser.



Este patchwork cultural se faz notar pela gastronomia multifacetada, nas paisagens rurais e urbanas, pelos falares e cantares, pelas novas economias e, principalmente, por jovens empreendedores que, à luz do cooperativismo, querem unir forças para alcançar novos horizontes, muitos deles engajados em tornar realidade as rotas de cicloturismo na Serra Gaúcha.

Acompanhados pelo incansável empreendedor Luis Carlos Silva, da Reação Bike & Sports, nossa equipe recorreu uma extensa coleção de caminhos passando pelo Ninho das Águias, Mallakoff, Linha Brasil, Linha Imperial, Linha Gonçalves Dias, Linha Pirajá, Pinhal Alto, Nove Colônias, Treze Colônias, entre outros.



Notadamente, o relevo incomum e o excelente estado de conservação (inclusive sinalização) das estradas rurais indicam alto potencial para amantes do MTB e do Cicloturismo, contendo atrativos que nenhum ciclista despreza.

As rotas de cicloturismo na Serra Gaúcha contemplam sempre lugares de natureza exuberante e integração com a cultura e economia locais, e em Nova Petrópolis não é diferente.

Destaque para a exuberância das serras e dos espaços organizados para esportes de aventura (Ninho das Águias e Morro dos Ventos), bem como para aqueles empreendimentos cujo elemento cultural é o definidor das experiências possíveis e bem-vindas.



Este é o caso da hospitalidade que envolve a produção das geléias da Casa Sander (agradecimento ao Adriano e Mariana), da boa mesa e atendimento impecável do Gastropub Edelbrau (gratidão Fabi), da criatividade que conta a história da colonização no Parque das Esculturas Pedras do Silêncio (obrigado, Valmor), do amor à história viva no Museu da Família Alberto Hillebrand (gentileza da D. Adélia), da excelência do jovem ser hospitaleiro no Hotel Petrópolis (obrigado, Marcelo), a generosidade do Inei Koch, entre outros.

E não poderíamos deixar de citar o perseverante Renato Braga, através do qual chegamos até aqui.
Novos horizontes só se concretizam quando há o engajamento de todos e foco está direcionado para produzir algo impensável.

Sabemos que estamos no caminho certo e que muito mais está por vir.

Texto.: Therbio Felipe M. Cezar | Fotos e vídeos: Ivan Mendes | Equipe Lobi Ciclotur
Compartilhe no Google Plus